terça-feira, 2 de agosto de 2011

Pequenos detalhes que fazem grande diferença

A musculação é um conjunto de pequenos detalhes que se bem observados podem levar você a obter grandes resultados. Pensando nisso resolvi fazer esse post falando sobre os pequenos detalhes (que algumas pessoas às vezes não dão a menor importância), que podem fazer uma grande diferença no seu treinamento.


Às vezes as pessoas se preparam para fazer um exercício e nem se preocupa em ver como está a postura, a pegada, a posição dos pés e tudo isso vai influenciar no resultado final do seu treinamento.

Vamos ver alguns detalhes em alguns exercícios que podem mudar totalmente o foco deles:.......


Agachamento: no agachamento existe uma série de detalhes que podem mudar a ação de uma ou outra musculatura, por exemplo: ponta do pé apontando para fora: nesta posição você vai fazer com que a musculatura adutora da coxa seja mais exigida no movimento, enquanto que ele apontando para frente o trabalho será focado mais no quadríceps.

Supino reto: no supino reto a pegada pode fazer toda a diferença sobre a musculatura que você está acionando, por exemplo: pegada mais aberta: uma pegada desse tipo vai exigir muito mais do seu ombro em relação a uma pegada mais fechada que vai acionar um pouco mais do tríceps, além disso, a pegada fechada é responsável por um maior volume no seu peito enquanto que ela mais aberta é responsável por uma maior expansão da musculatura peitoral.

Cadeira extensora: neste exercício a posição dos pés pode isolar melhor uma ou outra parte do quadríceps, exemplo: executá-lo com os pés apontando para dentro isola melhor o vasto medial (parte de dentro da coxa), enquanto que os pés apontando para fora vai ativar melhor o vasto lateral (parte de fora da coxa) e uma execução com os pés apontando para frente acaba dividindo o trabalho para toda a musculatura do quadríceps.

Rosca direta: na roca direta também existe uma série de detalhes que podem fazer grande diferença, exemplo; uma pega mais aberta vai ativar mais a porção curta do bíceps (parte de dentro), já uma pegada mais fechada vai ativar melhor a porção longa do bíceps (parte de fora), e uma pegada na largura dos ombros vai dividir esse trabalho entre as duas porções.

É isso pessoal, citei aqui só alguns detalhes! Existem muitos outros, por isso estejam sempre acompanhados de um profissional capacitado para que seja observado cada detalhe de seu treinamento e assim você consiga cada vez mais resultado.

Abraços com muita saúde!

Um comentário:

  1. a posiçao dos pes e a abertura tbm influencia muito no lag press.

    ResponderExcluir