segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Muita intensidade!

No oposto do volume excessivo temos o exagero na intensidade, que pode ser tão prejudicial quanto, mas como sabemos se estamos exagerando na intensidade? Vamos entender o que é e quais cuidados devemos ter.

Eu já realizei todos tipos de treinos imaginaveis e no campo de intensidade, já realizei todo tipos de drop-sets, rest-pause, e até somente negativas até não controlar mais o movimento, então vou fazer não somente com o conhecimento teórico mas prático também.
Ao realizarmos qualquer técnica de intensidade temos que partir de 2 pressupostos:
-O exercício está estimulando MAIS que o normal.
-O exercício tem um desgaste MAIOR que o normal.

Mas isso é realmente verdade? Sim, mas o problema é quando o desgaste fica tão grande que o estímulo a mais não compensa.
A primeira vez que realizamos qualquer técnica de intensidade nosso corpo reage de maneira positiva, sendo muito díficil sua realização, mas é possível ficar bom nas técnicas e só querer realizar exercícios com essa técnica pois sem elas vocês sente menos o exercício.

Nosso corpo precisa de mais repouso ao utilizarmos uma técnica de intensidade e mais que isso nosso sistema nervoso central precisa de mais tempo ainda. Então realizar técnicas com muita frequência só não pode, como irá prejudicar seus resultados e seus níveis de força.
O grande triunfo é que a cada 3 semanas de treino forte, sempre faça 1 fraco, para que seu corpo possa se recuperar, isso se chama deload e é fundamental para melhora a longo prazo.

Aplicando com inteligência, você só tem a ganhar com um treino mais forte e mais intenso.
Abraços e Bons Treinos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário