sábado, 21 de janeiro de 2012

A saga de um bodybuilder

Olá pessoal,

Este acho que é meu primeiro post este ano aqui no blog, e esta "demora" para atualizar esta seção tem um bom motivo. Durante as primeiras semanas de Janeiro, fiz, juntamente com os profissionais responsáveis, diversos ajustes no treino, dieta, suplementação, parte hormonal, tendo dois focos principais:

1 - Reduzir custos, afinal, vou ser pai em Junho, e as contas só estão subindo. Precisava então achar uma maneira de economizar. Esta "brincadeira" de ser fisiculturista é bem cara.

2 - Melhorar os ganhos, visando Abril 2013. Geralmente nesta epoca acontecem as competições de estreantes aqui na minha cidade, e pretendo estrear em uma delas.

Vamos aos ajustes:

1 - O Ricardo ajustou ainda mais o treino, visto que minha capacidade de recuperação esta aumentada.

2 - Voltei a me consultar com meu antigo nutricionista. Então a dieta foi totalmente alterada, para vocês terem uma idéia, é tanta comida que eu preciso ingerir por dia que eu preciso tomar um remédio para abrir o apetite! São 10 refeições ao dia!

3 - Troquei de médico para o auxílio hormonal, estava tendo poucos resultados e um ALTÍSSIMO custo.

Hoje estou com 78,3kg, pretendo competir na 75kg, mas para isto, tenho que subir de peso até por volta dos 83kg e descer meu % gordura para algo em torno de 10%. Para começar um trabalho de definição para chegar nos 6% no dia do palco. Só nestas 3 semanas de Janeiro, já ganhei 2,8kg portanto acredito ser totalmente possivel esta jornada... Se bem que os mais experientes dizem que não devemos planejar muito as coisas como eu estou tentando fazer, pois sempre dá diferente, mas não consigo evitar isto, sou assim, hehehehe.

Bom fim de semana e bons treinos! Fiquem com um vídeo do Mestre Arnold, um idolo do nosso esporte para muitos, incluindo eu!

Um comentário:

  1. Alexandre, a parte que mais gosto de trabalhar com você é que me sinto motivado também.
    O planejamento é verdade, nunca sai 100% do que planejamos, mas se não planejarmos não vamos chegar a lugar nenhum, o mais importante é ir ajustando conforme tudo vai ocorrendo.

    ResponderExcluir