quarta-feira, 11 de abril de 2012

Troca de treino!

Existem 2 tipos de problemas com a troca de treino, e eles são caracterizados pelo tipo de personalidade do aluno:
-Troca muito frequente
-Nunca troca


Vamos entender melhor o porquê nenhum dos dois é o ideal.
A troca muito frequente é um problema pois não da o tempo necessário para o aluno se adaptar ao treino e já se está trocando o estímulo. Na verdade essa é uma metodologia muito utilizada por Personal Trainers, mas é necessário planejamento para que isso seja possível e de resultados para o aluno.

Uma excelente estratégia para que isso seja possível é mudar a estrutura do treinamento. Por exemplo:
1 dia: Supino com Barra
2 dia: Supino com Barra + Abdominal Reto.

E desde que a combinação não envolva exatamente a mesma musculatura é possível realizar isso. Por exemplo:
Uma Elevação Lateral + Tríceps Testa : Ok
Uma Elevação Lateral + Supino Reto: Não

O outro problema clássico é o chamado "amor pelo treino", onde o aluno não quer trocar de treino pois o outro treino "deu resultado", sim meus amigos deu resultado mas após um certo período para de funcionar.
Por Quê?
O treinamento nada mais é que um estímulo para que reações aconteçam se você estiver extremamente habituado ao treinamento a tendência é que ele dê menos resultado e progressivamente diminuir a resposta até não fazer mais efeito.

Como evitar isso?
É importante entender que em uma progressão de treino, mudanças devem ser feitas, mas não se deve mudar 100% do treinamento todo mês, uma sugestão básica é mantenha 50% e modifique 50%, faça uma progressão de dificuldade, troque a ordem, mas mais importante: SEMPRE PROGRIDA, essa é a chave para o sucesso.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário