terça-feira, 17 de julho de 2012

Cargas e Qualidade de movimento

É muito comum nas academias encontrarmos pessoas que priorizam as altas cargas e negligenciam a execução correta dos exercícios. Quem nunca se deparou com o cara que enche a barra de pesos para realizar o supino e durante a realização da série não faz nem 50% da amplitude do movimento? Ou então aquela menina que ouviu alguém dizer que para aumentar tem que treinar pesado, então ela enche o Smith de pesos para realizar o agachamento e faz a mesma coisa que o cara faz no supino?

É importante treinar pesado? Claro que sim. Mas treinar pesado significa treinar próximo do máximo respeitando sempre a execução correta dos exercícios. De nada adianta treinar pesado e não fazer os exercícios corretos, isso além de não ser eficiente te aproxima e muito de uma lesão.

Da mesma forma de nada adiantará fazer a execução do movimento de forma perfeita com uma carga submáxima, isto torna seu treino improdutivo do ponto de vista dos resultados apesar de ser seguro não é produtivo.


Então o que se percebe é que cargas e qualidade de movimento precisam está sempre em perfeita sintonia para que seu treino possa ser seguro e produtivo, portanto, procure sempre trabalhar com cargas máximas para o número de repetições propostas por seu professor de uma forma que possa realizar toda a série em perfeita forma, se perceber que não vai dar para manter a qualidade do movimento interrompa a série e diminua a carga, da mesma forma se perceber que ao terminar a série proposta pelo seu professor deu para realizar todas as repetições em ótima forma e daria para aumentar um pouco mais a carga, aumente. Deste modo seu treino te trará os melhores resultados sem o risco de se lesionar por excesso de carga ou execução errada do movimento.


Abraço a todos com muita saúde!

Nenhum comentário:

Postar um comentário