sábado, 21 de julho de 2012

Super-sets para Hipertrofia

Ontem estava treinando e percebi que alguns alunos estavam realizando uma série de super-sets, e comecei a pensar sobre se esse tipo de técnica estava sendo corretamente aplicado. Vamos entender o que é um super-set e través de exemplos verificar a eficácia do mesmo.

Um super-set são 2 exercícios realizados para o mesmo músculos seguidos e sem descanso.

O que faz a grande diferença em um super-set é o número de repetições, pois temos que pensar que um número x de repetições será multiplicado por 2 na realização da série.
Por exemplo:
-20repetições de desenvolvimento + 20 repetições de elevação lateral.

Esse trabalho acaba tendo repetições altíssimas e raramente é adequado para algum indivíduo, salvo casos como por exemplo de um atleta ou a última série de um treino para hipertrofia.

Uma melhor forma de aplicar a metodologia é utilizando baixas repetições, acredito que o número mágico está entre 6-8 e mais próximo de 6 que de 8. Pois:

-6repetições de uma remada aberta + 6 repetições de uma remada fechada.
Está muito mais próximo de uma zona hipertrófica, trabalhando com altas cargas, repetições que ajudem na hipertrofia e ganho de força e se pensar no estímulo total ainda dentro de uma zona de hipertrofia.

Essa técnica deve ser utilizada como técnica de intensidade e não é indicada a realização e exercícios potencialmente lesivos, por exemplo.

Cadeira flexora + Stiff

Pois o acumulo de fádiga pode fazer com que o aluno não utilize uma técnica adequada e acabe por se lesionar.

Lembre-se sempre de conversar com seu treinador sobre a aplicação de qualquer técnica pois um acompanhamento é fundamental para sua evolução.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário