terça-feira, 25 de junho de 2013

Exercício, Saúde e Medicina

É de conhecimento público que a prática de exercícios melhora em diversos aspectos a qualidade de vida e previne inúmeras doenças. O que me aflige no dia de hoje é como a prática de exercícios é mal orientada no Brasil.

Primeiramente quero iniciar falando dos próprios educadores físicos, pois diariamente eu vejo exercícios bizarros e técnicas de treinamentos absurdas que são passados por Pseudo-Educadores Físicos, ou como eles preferem se referir, "Personal Trainers". O fato é que o Personal Trainer tem um status dentro do grupo de educadores físicos, mas para atingir esse nível você não necessita de nenhum tipo de especialização ou titulação.
O Personal Trainer é um educador físico graduado, ou muitas vezes um graduando ou simplesmente ex-praticante. Apesar de absurdo é a realidade. Mas pior que isso, muito pior, é observar professores formados, ou até com algum reconhecimento na área, realizando prescrições horríveis, ou simplesmente estão lá para contar as repetições e não fazem absolutamente nenhuma correção ao aluno, que aparentemente quase se lesiona a cada repetição.

Um outro porém vem as médicos, que normalmente tendem a prescrever ou indicar exercícios ou treinamentos. Com sinceridade, acho essa prática absurda, visto que não prescrevo remédios ou faço diagnósticos pois acredito que isso compete ao médico que teve estudo para isso. O treinamento físico parece algo muito simples, e vejo comumente prescrições pela internet que tornam isso realmente simples. Mas um treinamento sério e voltado para um objetivo deve ser traçado de maneira objetiva e nos mínimos detalhes, levando em consideração muitos aspectos de cada indivíduos.

Por isso sou totalmente contra uma pessoa que pode ter conhecimento de fisiologia humana, ou até fisiologia do exercício, mas não tem em sua prática diária a observação e prescrição do treinamento aos alunos, e indicar o exercício físico e a nutrição para  os respectivos profissionais.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário