quarta-feira, 26 de março de 2014

Como parar a dor: Joelhos

Um ponto muito importante ao sentir qualquer dor é parar o que esta fazendo, a dor é sinal que tem algo de errado com seu corpo. O segundo passo é se a dor estiver persistindo procure um médico, para que seja possível verificar se nada de grave ocorreu.
Mas se você está sentindo um leve desconforto na sua articulação é possível que seja algum erro ou falta de fortalecimento especifico que está gerando esse problema e nesse caso vamos hoje verificar o que você pode estar fazendo para solucionar esse problema, abordando a solução a partir dos exercícios:

   Agachamento
O principal problema é relação ao agachamento é amplitude, por mais que você ouça que é necessário trabalhar com o máximo de amplitude sempre, sua articulação pode não estar preparada para realizar um agachamento completo. A solução é re-estruturar seu treinamento do zero, uma excelente progressão:
-Agachamento isométrico > Agachamento dînâmico com amplitude reduzida e preferêncialmente com lombar apoiada(na máquina ou encostado na parede) > Agachamento livre até 90 graus.

   Afundo/Avanço
O afundo limita seu movimento a 90 graus de flexão do joelho, mas sofre dos benefícios e problemas dos exercícios unilaterais, ou seja, a instabilidade pode vir a gerar dores. Além disso a distribuição do peso, ou seja, se você descarrega mais peso no joelho da frente ou de trás, a posição da lombar e do tronco e o grau de flexão que seus joelhos estão atingindo(pois é possível realizar um graus de flexão maior que 90 graus). A solução para esse problema é progredir de forma a trabalhar todas as questões que podem estar lhe prejudicando:
-Afundo isométrico > afundo isométrico com instabilidade (pé frontal em cima de um disco ou cochonete dobrado) > afundo com sobrecarga isométrico > afundo dinâmico > avanço > avanço andando

   Terra/Stiff
Ambos movimentos são muito similares(afinal o stiff é uma variação do terra), e tendem a apresentar os mesmo problemas, esses problemas normalmente são gerados pela falta de flexibilidade de cadeia posterior (os musculos de trás da sua coxa principalmente), e também se sua musculatura posterior for muito forte, pode acabar prejudicando seus joelhos. Por isso a solução é melhorar sua flexibilidade e trabalhar dentro de uma amplitude adequada:
-Stiff/Terra com amplitude reduzida e lombar sempre estabilizada + alongamentos de membros inferiores em outros treinos.

   -Cadeira / Mesa Flexora
Os principais problemas desses movimentos estão relacionados também a falta de flexibilidade de cadeia posterior, mas podemos citar que os movimentos da pelve(quadril) são so grandes vilões que podem levar a problemas na lombar. Por isso além de trabalhar na flexibilidade uma excelente solução é partir para:
-Cadeira/Mesa flexora unilaterais > bilaterais

-Cadeira Extensora
O maior vilão e aliado do joelho é a cadeira extensora, com certeza trabalhar o movimento na amplitude máxima pode acabar com um joelho se sua musculatura não estiver preparada, por isso o ideal é sempre enfatizar a extensão final do jolho, parte que trabalha mais o vasto medial, musculatura que ajuda sua patela a se movimentar de maneira mais harmonioza, uma progressão ideal seria:
-Cadeira extensora isométrica > amplitude reduzida da extensão total até 30graus > da extensão total até 45graus > movimento completo unilateral


Os movimentos de adução e abdução não movimentam a articulação do joelho por isso não entram nesse artigo. Seguindo essas dicas nesses movimentos é certeza de uma progressão segura e que vai deixar sua musculatura muito mais forte.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário