quinta-feira, 17 de abril de 2014

A confusão na divisão do treinamento

É possível afirmar que a grande maioria dos alunos de academia treina em algum tipo de divisão de treinamento. Seja um treinamento AB (2 treino diferentes para trabalhar o corpo todo), ou ainda divisões mais complexas como um ABCDE (onde é necessário 5 treinos para trabalhar o corpo todo).
Como combinar as musculaturas treinadas no mesmo dia? Vamos entender esse processo.

Existem basicamente 2 formas de realizar essa divisão:
-Musculaturas sinergistas
-Musculaturas não correlacionadas

-Musculaturas sinergistas:
Significa treinar em um mesmo dia musculaturas que realizam em conjunto um mesmo movimento, por exemplo ao realizar uma remada utilizamos costas e bíceps, por isso nesse dia realizaremos diversos movimentos para treinar costas e bíceps.
A grane vantagem desse sistema é que colocamos a maior sobrecarga nessas musculaturas em um mesmo dia, e damos tempo suficiente para ela descansar e supercompensar (crescer e ficar mais forte).
Um ponto de vista importante é que o nosso corpo não consegue ser tão facilmente dicotomizado, ou seja, por mais que você queira isolar algumas musculaturas você vai sempre acabar estimulando um pouco outras, por exemplo, não é possível treinar o peitoral sem estimular a parte anterior de ombro também.

Nesse tipo a utilizam de musculaturas em conjunto mais comum é:
Peito+ombro
Peito+tríceps
Ombro+tríceps
Costas+bíceps
Lombar+costas
Posterior de coxa+lombar
Pernas+panturrilha

-Musculaturas não correlacionadas
Nessa divisão de treinamento a idéia é que ao treinar duas musculaturas não correlacionadas você vai conseguir utilizar o máximo de carga em cada uma das musculaturas treinadas, mas em compensação vai ter que utilizar uma divisão muscular mais criativa, afinal se você treinar por exemplo bíceps e peitoral hoje, não pode treinar costas e tríceps amanhã(o que normalmente as pessoas fazem) já que o bíceps e o tríceps vão ser estimulados de alguma forma dois dias seguidos.
Apesar de não ser o maior defensor desse tipo de divisão existe uma forma excelente de ele ser usado!
Vamos imaginar um cenário onde o aluno treina 2x por semana, e você treina as musculaturas sinergistas você vai treinar cada musculatura somente 1x, o que seria o caso se o aluno fosse muito avançado. Mas esse aluno provavelmente é no máximo intermediário, portanto utilizar uma divisão não sinergista seria melhor, para dar 2 estímulos semanais.

Para quem deseja realizar esse tipo de divisão, acredito que o ideal é não treinar mais que 2 dias seguidos, dessa forma facilitando a escolha da divisão muscular, por exemplo:

-Peito, ombro e bíceps
-Quadríceps e abdômen
Descanso
-Costas e tríceps
-Isquiotibial e panturrilha

ou

-Costas e tríceps
-Quádriceps e panturrilha
Descanso
-Ombros e antebraço
-Isquiotibial e bíceps
-Peitoral e abdômen

O que é possível observar é que na verdade acabamos escolhendo quase sempre uma musculatura de membros superiores "grande" e alguma outra musculatura "menor" e no dia seguinte uma musculatura de membros inferiores e outra musculatura que não esteja relacionada as treinadas no dia anterior.

Lembre-se sempre de analisar seu resultados e procurar entender o que se adapta melhor ao seu corpo e a sua rotina.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário