sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Seu treino está limitando seu progresso?

Eu sou totalmente a favor de um treinamento programado com antecedência, pois inúmeras pesquisas demonstram que uma periodização é superior a fazer treinos aleatórios. Mas você já pensou que seus treinos podem estar limitando seu progresso?

Apesar de ser dificil explicar esse paradigma do treinamento, basicamente ele reflete que eventualmente acabamos não atingindo todo nosso potencial por acreditarmos que não temos capacidade para alcançar ele.


Você meu amigo que faz sempre ABC, 4 exercícios para "músculos grandes" e 3 para "pequenos", 3x10 com 60seg de intervalo, já pensou que tudo isso pode estar limitando seus ganhos?

Obviamente que você leitor frequente sabe muito bem que esse tipo de treinamento não vai te levar muito longe, mas mesmo você que tem um treinamento mais bem elaborado, aposto que já sentiu eventualmente que conseguiria fazer um pouco melhor.

Por quê exatamente você tem que treinar dessa forma? É possível observar exemplos de pessoas tendo resultados, treinando horas por dias e pessoas treinando 30min ao dia, pessoas que treinam 7x por semana e pessoas que treinam 3x por semana.

Mas então como saber o que é o melhor para você?
É preciso na verdade analisar os resultados que você está tendo e a partir daí fazer pequenas mudanças em busca de resultados cada vez melhores.

Começando...
Sempre começamos a planejar um treinamento para algo que da certo para a maior parte da população e observamos os resultados, se o aluno evoluiu pouco ou muito, e a partir daí migramos ou para treinamentos mais volumosos, mais intensos ou mais frequentes.
Obviamente que em alguns casos é impossível aumentar um dos parâmetros, como frequência por exemplo, e por isso continuamos a trabalhar com as ferramentas que temos procurando alterar as variáveis para sempre gerar um estímulo adaptativo novo.
Mas vamos supor que o aluno está indo bem e aumentamos o volume (adicionando mais séries no treinamento) ele evolui, no mês seguinte mesma coisa, e ele já não evoluí.

Qual o próximo passo?
Devemos modificar o volume de treinamento novamente para os parâmetros que sabemos que ele evoluí, e aumentar a intensidade, pois provavelmente encontramos um volume máximo de exercício que ele consegue fazer e evoluir(nesse momento, afinal com o passar do tempo ele pode aumentar seu condicionamento, capacidade de recuperação, etc. e suportar mais volume).

Da mesma forma com os outros parâmetros, conseguimos partir de um ponto conhecido de sucesso, mas continuar sempre dando o mesmo estimulo não vai gerar novos resultados, por isso é importante sempre testar seus limites e programar treinamentos que gerem resultados.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário