terça-feira, 28 de abril de 2015

Exercícios em desequilíbrio

       
Você com certeza já viu alguém fazendo algum exercício em desequilíbrio seja ele um simples equilíbrio em 1 pé, até exercícios extremamente complexos como agachamento com barra em cima da bola(!?!?), mas para que servem esses exercícios? Você deveria incluir eles no seu treinamento?
Vamos começar com o balde de água fria: movimentos em instabilidade são péssimos para hipertrofia! Sim, aquele seu supino apoiado na bola ou ainda uma flexão no TRX, trabalham menos o peitoral do que o bom o velho supinão com barra reta.
Mas então porquê fazer algum movimento desse tipo?
O fato de estimular menos não significa que não possa ser utilizado, desde que com um objetivo concreto em mente, por exemplo, se pensarmos em uma ativação de estabilidade da coluna vertebral a flexão no TRX vai estimular mais essas musculaturas servindo como um complemento ao treinamento com supino reto.
É possível ainda complementar movimentos por exemplo ao realizar um bi-set, utilizando o 1 exercício como a flexão no trx e em seguida um movimento como crucifixo reto com halteres.
Mas e para o emagrecimento?
Quando pensamos em emagrecimento, temos que pensar tanto no gasto energético no momento do exercício quanto no desgaste/estimulo que ele vai propiciar, nesse caso apesar de eventualmente o gasto energético desses movimentos “funcionais” poder até ser mais elevado o desgaste muscular tende a ser menor, nesse caso podemos ganhar em um lado e perder do outro.
Mas o poderíamos realizar modificações na estrutura do treinamento para fazer com que ele tenha um gasto energético maior como realizar um circuito. Mas se comprarmos o efeito do ‘mesmo’ protocolo de treinamento (séries, repetições, seleção de exercícios) os movimentos estáveis vão ganhar.

Mas então afinal em algum momento devemos usar movimentos instáveis?
A resposta é SIM, mas não os instáveis que você está pensando. Apesar de parecer muito legal fazer agachamento na bola, ou ainda movimentos mais arriscados como arrancos e arremessos, esses exercícios tem um péssimo curto benefício.
Você deveria investir em movimentos instáveis para aumentar a estabilidade das suas articulações e propiciar um estimulo para as musculaturas profundas do seu abdômen.
Por tanto os movimentos mais simples seriam os mais eficientes, como pontes ventrais com uso de bolas suíças, equilíbrios simples em plataformas instáveis ou agachamentos isométricos, afundos isométricos em plataformas instáveis.
Até exercícios simples como os equilíbrios em 1 pé, dificultando sua realização fechando os olhos, se mostra como uma alternativa muito eficaz.
Exercícios que já trabalham o abdômen podem ter sua dificuldade aumentada com o uso de instabilidade, como realizar o abdominal supra com as costas apoiadas na bola.
Mas é importante falar que esse tipo de trabalho não substituí jamais um trabalho com sobrecarga externa. Por tanto um abdominal na bola vai estimular mais as musculaturas profundas que o feito na máquina, mas se você já possuí um abdômen forte não vai conseguir estimular adequadamente as musculaturas superficiais somente com o abdominal na bola, justamente por isso sempre que pensar em usar movimentos instáveis lembre-se de investir na verdade estável deles também.


Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário