quinta-feira, 30 de abril de 2015

Vários ângulos?

Um ponto interessante que vemos constantemente sendo utilizado é “atingir” a musculatura sobre todos os ângulos, as pessoas normalmente tentam fazer isso através de diversos movimentos para a mesma musculatura, como supino reto, inclinado e declinado. Mas o quão importante é realmente isso?
Esse principio possuí alguns pontos negativos e alguns pontos positivos, por isso vamos procurar compreender melhor e pesar na balança se você deve empregar esse principio em seu treinamento.
NEGATIVOS:
Você não precisa estimular todos os ângulos!
Esse é um ponto muito interessante, sua musculatura trabalha de uma forma que chamamos de “tudo ou nada”. Em resumo se você faz um crossover até a fadiga, não vai importar se ele é reto, inclinado ou declinado, você vai estimular todas as fibras do peitoral.
Volume alto
É basicamente impossível treinar dessa forma e não utilizar no mínimo um volume médio de treinamento, vendo por esse lado se você é um aluno iniciante é impraticável treinar dessa forma (ou pela divisão ou pelo excesso de estimulo), outro ponto importante é que o volume elevado de movimentos torna a variação de exercícios de um treinamento para outros menor, pois você já está fazendo a “maioria dos movimentos que existem” para aquela musculatura.
Articulação
Da mesma forma que você não necessariamente precisa realizar diversos movimentos para estimular uma musculatura, suas articulações com certeza preferem que você trabalhe com menos volume, afinal o desgaste articular e estresse podem vir a se tornar um problema.
POSITIVOS:
Sobrecarga nos movimentos
A pesar de você não precisar de 10movimentos para cada grupamento, você com certeza consegue sobrecarregar mais uma musculatura ou outra dependendo do ângulo no qual você está fazendo o movimento, por exemplo, você pode fazer mais movimentos inclinados no dia de peitoral para estimular mais a parte clavicular do peitoral e a parte anterior dos ombros.
Especificidade
É perfeitamente possível que você tenha mais facilidade ou dificuldades em alguns movimentos devido as suas características corporais, como por exemplo a relação do seu tronco em relação as pernas ou braços, por isso é possível colocar alguns movimentos específicos para seu biótipo. Não significa que você tem que pensar somente no seu biótipo e fazer o que é mais fácil para seu corpo, mas que eventualmente você acaba preconizando mais uma musculatura ou outra em um movimento multi-articular devido as suas dimensões corporais e por isso necessita de outros movimentos para complementar seu treinamento.
Estimulo total adequado
Você não precisa de diversos movimentos, mas um certo grau de variação e volume em algumas musculaturas pode te ajudar com algum tipo de limitação, por exemplo, se você treina peitoral, ombros e tríceps no mesmo dia, e você está evoluindo no peitoral e nos ombros, mas no tríceps não. Isso pode indicar um excesso ou falta de volume na musculatura dos tríceps. Por isso você consegue modificar esse estimulo, acrescentando ou retirando exercícios. Você pode fazer isso modificando somente esse exercício, ou ainda por exemplo no caso de retirar estímulos do tríceps, tirar algum movimento de peitoral multi-articular, como supino, e substituir por um crucifixo (que envolverá menos o tríceps).
Vale lembrar e levar em consideração cada um desses detalhes antes de sair colocando todos exercícios que você encontrar para cada musculatura em seu treinamento.
Abraços e Bons Treinos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário