sexta-feira, 1 de maio de 2015

Equipamentos te fazem fraco!

Através do título polêmico eu quero fazer com que você leitor, pense exatamente nas escolhas que você faz na academia e o porquê eventualmente você percebe que apesar de levantar toneladas na academia, não consegue nem levantar da cadeira sem apoiar se puxar com os braços.

Força é um conceito muito amplo e poderia dividir ele em dezenas de tipos, como força de resistência, força máxima, etc. Mas o ponto central desse artigo não se refere a nenhum tipo específico de força, mas sim o porquê a sua força na academia não se transfere para o "mundo real".

Quando pensamos em exercer força em uma atividade funcional, nesse caso você pode pensar em qualquer movimento integrado que envolva membros superiores e inferiores, como por exemplo escalar e empurrar um objeto pesado, você vai precisar integrar os esforços das pernas passando por uma estabilidade do tronco e usando também as forças dos membros superiores seja para agarrar e puxar ou para empurrar.

Vamos pensar na escalada como exemplo, o simples escalar não envolve somente a força de puxada, mas de um movimento de agarre, puxada, estabilidade do tronco com algum grau de flexão lateral, para então receber um auxilio de membros inferiores.

Nesse caso por mais forte de membros inferiores e puxada que você seja, se você não possuir nenhuma força ou resistência na sua força de "pegada" você não vai conseguir ir muito longe.

Vamos pensar no movimento de empurrar um carro como exemplo, o movimento não envolve somente o empurrar no plano horizontal, como o supino, mas envolve um movimento de estabilidade dos ombros e peitoral e tríceps, uma estabilização do tronco e o empurrar com membros inferiores.

Nesse caso muita força no supino não garante nenhum sucesso no empurrar o carro, já que seria possível até empurrar com o tronco apoiado, realizando a maior parte da força com as pernas.

"Mas e se você treinar todas as musculaturas?" você deve estar se perguntando.

O fato de você treinar seu corpo todo, como por exemplo fazer uma cadeira extensora, uma cadeira flexora, um abdominal e um supino, não vai lhe garantir sucesso em empurrar o carro, pois a questão é a transferência de uma tarefa para as outras.

Ao fazer o abdominal por exemplo, você estimula a função de flexão do tronco, já no caso de empurrar o carro você precisa de força de estabilização, no caso das pernas apesar de treinar a parte anterior e posterior da coxa, no empurrar o carro você precisa da co-contração (contrair ambas ao mesmo tempo).

Não existe nenhum problema em complementar seu treinamento com movimentos em equipamentos, e para alunos iniciantes é uma alternativa onde é possível realizar uma progressão até os movimentos multi-articulares livres, mas lembrem-se que a parte principal de seu treinamento deve ser baseada em movimentos livres e multi-articulares para que seja possível alcançar seus objetivos estéticos e com um corpo funcional.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário