terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Falsos ganhos

Quando eu penso que é impossível inventar algum tipo de "novidade", eu percebo que sou eu que não estou criativo o suficiente. Recentemente percebi que é possível roubar em movimentos de maneiras antes inimagináveis por mim. Vamos entender um pouco melhor o porquê essas roubadas estão prejudicando seus ganhos.

Existem 2 conceitos que são importantes:
-"Roubar" pode ser uma técnica de intensidade. Por exemplo fazer desenvolvimento até a fadiga e depois algumas repetições a mais com o impulso das pernas.
-"Roubar" aumentar o risco de lesões, pois pressupomos que você está levantando mais carga do que conseguiria para realizar o movimento de maneira ideal.

O roubar classico pressupoe que estaremos colocando mais estresse na musculatura alvo ao realizar mais trabalho envolvendo ela, e que esse estresse é controlado e de maneira controlada, algo similar a um drop-set.

Versão certa
Só que é possível observar "roubadas" na academia que visam alterar o movimento para simplesmente levantar mais peso. E vale disser que não estou me referindo a uma execução incorreta, por falta de conhecimento, estou me referindo a modificar um movimento com o intuito de que seja possível levantar mais carga.

Como exemplo podemos pegar uma remada curvada, as costas devem estar retas, o pescoço alinhado, os joelhos flexionados, e nenhum movimento além dos braços deve ser realizado.

Porém é possível observar pessoas realizando o movimento estando quase "em pé" e com movimentos de flexão e extensão de tronco, para que seja possível pegar impulso e realizar com maior carga.
Versão errada
O problema é que além de se colocar em maior risco e estimular menos as musculaturas alvos, da uma falsa sensação de progresso, afinal agora o aluno consegue mover mais carga.
E como existe a mentalidade que o aumento da carga é igual ao aumento de massa muscular, e que quando mais carga maior o ganho, o aluno prefere fazer da forma errada.
Isso acaba gerando uma falsa sensação de progresso, que acaba por fazer com que o aluno progrida menos a curto, médio e longo prazo.


Outro grande problema é que é mais fácil ensinar algo da forma correta a primeira vez que corrigir alguém, ou seja, tirar os vícios posturais e mecânicos de alguém é muito mais dificil, ainda mais sem uma correta orientação.

Por isso a primeira dica é independente do seu treinamento sempre priorize a execução correta, tome muito cuidado com os aumentos de carga e sempre procure refinar a sua técnica na execução dos movimentos procurando realizar as contrações de maneira controlada, sentindo as musculaturas trabalhadas. Apesar de não existe essa relação de que "sentindo" a musculatura ela vai crescer mais, é importante para que se tenha uma correta execução e assim prevenir lesões.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário