quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Mitos sobre o bíceps

Dando forma ao bíceps isso é possível?
Eventualmente alguém sempre me pergunta que exercício fazer para o pico do bíceps, ou para ele ficar mais redondo. Isso é um absurdo? Então qual a explicação para os diferentes formatos? Como melhorar isso?
A explicação para os diferentes formatos de bíceps é genética! Depende de onde está a inserção da sua musculatura. Ou seja, não tem exercício nenhum que vai trabalhar o pico do seu bíceps. Afinal durante a contração você vai trabalhar todas as fibras daquela musculatura e não somente as que estão no “meio”.
Mas qual a ciência por trás dessas prescrições? Nenhuma.
Mas o que eu posso fazer para mudar a aparência do meu bíceps? Da musculatura em si nada. O que podemos fazer é pensar de uma maneira mais inteligente como distribuir o estímulo na musculatura.
Um belo exemplo é a falta de estimulo nas musculaturas do antebraço, do braquial e do tríceps.
O excesso de uso de strap (luvas ou utensílios para se amarrar nos equipamento e não ter que fazer força segurando), e acaba por não fortalecer o antebraço, em consequência ele fica mais fino e deixa também de realizar um estimulo nos braços.
O braquial é uma musculatura muito importante que normalmente é ignorada, já que as pessoas preferem investir nas roscas “diretas”, ocorre que essa musculatura vai dar uma aparência de um bíceps mais largo, além de por ser mais forte (normalmente) que o bíceps braquial, você vai conseguir movimentar uma carga maior.
Quando falamos de bíceps, normalmente as pessoas o medem através da circunferência do braço, mas aí mora um engano por 2/3 do braço é tríceps, ou seja, o tamanho do tríceps contribuí mais para o aumento da circunferência que o bíceps.
E por último para complementar é importante falar que um aumento do tamanho dos braços ou de qualquer outra musculatura, vai vir sempre acompanhado de um aumento geral da massa muscular, ou seja, você vai ter que ganhar alguns kgs no corpo todo. Justamente por isso um programa de treinamento global e uma dieta adequada são mais importantes que somente o estimulo local nas musculaturas.


Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário