sexta-feira, 25 de março de 2016

Porquê fazemos mais de 1 exercício por grupamento muscular?


Uma pergunta interessante, que se você ainda não parou para pensar a respeito é um excelente momento para reflexão. Porquê fazemos 2-3 exercícios para cada musculatura? Isso é realmente necessário? 

Para compreender um pouco da resposta é necessário voltar em uma questão anterior: quantas séries para cada exercício?
Essa pergunta foi o grande ponto central do treinamento físico na década de 80, onde alguns preconizavam que 1 série seria suficiente e fazer mais que isso estaríamos só aumentando o desgaste. Muitas pesquisas depois se chegou na conclusão que apesar de 1 série promover ganhos de força e massa muscular, normalmente 3 séries tinham resultados melhores.
Ok, chegamos na conclusão então que precisamos de um determinado VOLUME de exercício para que a musculatura tenha um desenvolvimento ótimo. Mas as pesquisas normalmente levam em consideração um único exercício. Ou seja, pode ser que 1 série de 3 exercícios similares seja igual a 3 séries de 1 exercício.
Mas a discussão é porque realizar mais que 1 exercício por musculatura?
Como nem tudo no corpo humano é igual, temos que selecionar diferentes musculaturas para interpretar melhor essa pergunta.  Por exemplo, se você fizer um agachamento já trabalha tanta a parte anterior quanto a posterior da coxa, agora se fizer uma cadeira extensora vai ter que realizar outro movimento para trabalhar a parte posterior da coxa, no final você ainda acabou realizando 1 exercício para cada musculatura.
Mas quando você faz uma rosca martelo e uma rosca direta, grande parte do estimulo vai para a mesma musculatura, o bíceps braquial. Na rosca martelo porém temos um pouco mais de estimulo no braquial e no braquiorradial, mas a essência do exercício permanece a mesma. Podemos citar ainda movimento exatamente igual mas com focos em musculaturas diferentes como um supino inclinado e supino reto ou panturrilha sentado e em pé. Independentemente da escolha esses movimentos tem mais similaridades do que discrepâncias entre si.
É possível ainda comparar movimentos que trabalham a mesma musculatura de formas diferentes, como um supino reto e um crucifixo reto, onde um é mais isolador que o outro, mas o foco ainda é o mesmo.
Mas isso tudo ainda não responde a pergunta, porquê realizar mais que 1 exercício por musculatura?
A resposta se encontra na jornada desse texto. Realmente você pode obter resultados realizando somente 1 exercício por musculatura, visto os treinamentos para o corpo todo em uma só sessão (full body) ou ainda os treinamentos esportivos. É possível ainda conseguir resultados realizando treinos realmente curtos, com 1-2 séries.
Mas o fato de realizarmos tantas variações de exercícios e realizarmos tantos exercícios em um mesmo treinamento procura “garantir” de diferentes formas que você vá receber estimulo suficiente no seu treinamento.
E não somente volume mas uma variedade que propicie diferentes adaptações na sua musculatura, que resultem no seu objetivo final (hipertrofia, força, etc.). Por exemplo a combinação de exercícios com diferentes braços de alavanca como rosca direta e rosca Scott, diferentes amplitudes como puxada aberta e puxada fechada, diferentes tensões como crucifixo reto e cross over, essas pequenas mudanças em exercícios similares fazem grande diferença no estimulo total.
Vale lembrar que você não precisa combinar todos os tipos de estímulos nem diversos exercícios em um mesmo treinamento, mas combinar 2-5 exercícios com 2-4 séries parece ser a melhor estratégia para ganhos de força e massa muscular.

Abraços e Bons Treinos!



Nenhum comentário:

Postar um comentário