domingo, 29 de maio de 2016

Como profissionais ficam definidos?

Você com certeza já pensou em ficar definido igual aos modelos das capas de revista ou fisiculturistas no palco, depois descobriu que eles não ficam exatamente assim o ano inteiro e sim se preparam para ficar um curto período com esse alto nível de definição. Mas mesmo assim seria interessante de aplicar o mesmo nível de preparação que eles utilizam para ficar ao menos parecido com eles, correto?

É importante entender que o que estamos conversando aqui não é seu típico programa para reduzir gordura corporal, e sim um programa para ficar EXTREMAMENTE definido. Por tanto prepare-se para entender um pouco essa diferença.

Seu corpo não quer perder gordura. E seu corpo quer menos ainda estar abaixo dos 8% de gordura corporal, pois seria algo como uma situação de risco. Então para cada porcento mais magro que você ficar, mais difícil vai ser o próximo.

Quando falamos de profissionais, é fácil de entender que eles utilizam todo e qualquer recurso existente na face da terra, mas nós vamos nos manter apenas em 3 aspectos: treino, dieta e descanso.

O treinamento em si se mantém quase que inabalado ao que ele faz na fase de ganho muscular, pois diferentemente da pessoa que procura simplesmente perder gordura, para ele é fundamental manter toda massa muscular possível, e mesmo que ele mante-se a mesma quantidade de massa muscular com treinamentos em circuito ele não iria acumular tanto glicogênio em cada uma (dando aquela aparência de musculatura mais cheia).

Um possível diferencial seria na quantidade de repetições, que tem uma tendência a ser mais elevada, isso não tem relação com a queima de gordura total, mas sim com aumento da vascularização e uma maior facilidade de se manter uma intensidade boa com quantidade maior de repetições visto que o atleta está normalmente com um deficit grande energético.

O deficit energético tem que estar presente para que ocorra a perda de gordura, mas o como isso vai ser feito varia muito de atleta para atleta. Ele pode optar por dietas mais ricas com gordura ou mais ricas em carboidrato, mas de forma geral sempre mantendo proteína um pouco elevada na esperança de manutenção maior da "massa magra". Isso tudo tem que analisado por um nutricionista.

Interessantemente nos ultimos anos diversos atletas vem utilizando dietas onde eles ciclam a quantidade de calorias nos seus dias, o que de forma geral acho interessante, pois em alguns dias é necessário um maior aporte nutricional e dessa forma mantemos um metabolismo mais acelerado e com menos desgaste emocional.

Isso pode entrar em contato com o treinamento, por exemplo, deixando o dia de maior consumo energético nos dias de pernas e costas, ou colocando esses dias nas musculaturas que você precisa melhorar mais.

O descanso é fundamental, e quando você está depletado e cansado (e possivelmente com um pouco de fome), dormir é tudo que você quer. Idealmente o atleta aumenta um pouco seu sono noturno (30-60min) e ainda tira um cochilo (30-60min) depois do almoço. Isso vai fazer com que você fique mais disposto para suportar todo o volume de treinamento.

Apesar de eu ter falado que o trabalho de musculação se mantém quase igual, o trabalho aeróbio aumenta consideravelmente. Esse tipo de abordagem funciona muito bem para atletas pesados, pois cada exercício aeróbio gasta MUITA energia, o que acaba não sendo tão eficiente para atletas menos pesados. Mas não deixa de ser fundamental.

O atleta acaba por realizar diversas sessões de aeróbio, chegando a fazer 2x ao dia, também para poder aumentar o consumo energético, e fazendo sessões de exercícios aeróbios de baixa intensidade consegue evitar um desgaste muscular muito grande.

Esse tipo de abordagem apesar de não ser tão eficiente quanto um trabalho intervalado, também acaba sendo potencializada pelo uso de substâncias termogênicas. Um atleta natural, seria mais beneficiado de alguns treinamentos aeróbios intervalados ou um trabalho intervalado curto seguido de um aeróbio lento longo.

E um último ponto, eles começam com MUITA antecedência, profissionais normalmente trabalham com 14-20 semanas de preparação, e eles já começam de um ponto bastante definido. Ou seja, a regra do jogo é paciência e consistência!

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário