quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Abdômen: você está treinando errado

Treinar a musculatura do abdômen parece obrigatório para 99% da população e mais importante que qualquer outra musculatura. Mas será que você está treinando de maneira eficiente?



A musculatura abdominal sobre muito estímulo indireto, mas somente se você treinar de maneira correta. A musculatura abdominal sofre estimulo sempre que você estabiliza sua coluna, ou seja, se você não estabiliza adequadamente ou não realiza movimentos livres esse estimulo diminuí drasticamente.

Sempre falamos de sobrecarga e que deveriamos estimular a musculatura do abdômen como qualquer outra e que fazer mil repetições não adianta.

Mas como fica então sua seleção de exercícios, então?

A resposta é simples, temos que escolher exercícios mais desafiadores... porém dependendo do padrão de movimento não teremos movimento que desafie o suficiente para estimular um aluno avançado.

Vamos a prancha ventral por exemplo, acho que o record mudial é algo maior que 10hrs nessa posição. Você acha que para esse atleta fazer 1min vai estimular alguma adaptação?

Ele pode tentar outros padrões, como com as pernas em instabilidade, o tronco em instabilidade, ambos em instabilidade, até poderia utilizar uma camiseta com pesos (weight vest), mas ainda assim acho que 1min não iria cansar ele.

Em resumo esse padrão de exercício apesar de importante não precisa ser treinado exaustivamente, pois ele não irá "melhorar" apenas manter, Nesse sentido o aluno tem que procurar outros movimentos afim de estimular essa musculatura adequadamente.

Se o objetivo por tanto é a estabilização de tronco, um movimento anti-rotação é possível colocar sobrecargas elevadas e com certeza conseguir um desafio para essas musculaturas.

Da mesma forma o reto abdominal em exercícios de flexão pode se tornar extremamente resistente e algumas pessoas fazem milhares de repetições, nesse caso o aumento de sobrecarga pode ser dado de inúmeras formas, em uma situação ideal teríamos uma máquina que poderia aumentar essa sobrecarga e resolve o problema.

Uma solução adequada sem utilização de equipamentos para treinamento é a utilização de um trabalho circuitado, ele apresenta algumas vantagens e desvantagens, pois apesar de auxiliar no aumento da fadiga e consequentemente da adaptação ao estresse do exercício, ainda assim vai trabalhar mais em uma zona de resistência, uma vantagem e ao mesmo desvantagens é que vai exigir bastante do sistema cardiovascular o que pode ser um limitante inicialmente mas vai auxiliar no ganho de condicionamento físico.

Se estamos falando então de estimular uma musculatura até a fadiga para gerar adaptação é impossível fazer isso todos os dias, por isso recomendo treinar o abdômen diretamente no máximo 2-3x por semana, e enfatizar nos dias que já possua muito estimulo indireto (dia de pernas por exemplo).

Abraços e Bons Treinos!


Um comentário:

  1. Oi Ricardo, conheci seu blog hoje e estou adorando os textos. Parabéns! Vc poderia dar um exemplo de trabalho circuitado para abdomem, que sugeriu acima?

    ResponderExcluir