domingo, 15 de janeiro de 2017

Treinamento em suspensão: grande aliado do treinamento

Sempre destacamos a importância de treinar utilizando pesos livres para hipertrofia, mas sabemos que as máquinas também possuem um papel no treinamento. Vamos hoje falar de um dos equipamentos mais versáteis e que pode ser utilizado para treinar visando qualquer objetivo: o TRX.



Podemos argumentar que realizar exercícios no TRX seria mais funcional que realizar exercícios em máquinas. Também podemos argumentar que é mais seguro levar um movimento até a fadiga total nele do que com pesos livres, porém que a sobrecarga que podemos utilizar é menor do que utilizando tanto pesos livres quanto máquinas.

Por isso ele é um excelente equipamento para treinar movimentos complexos com uma intensidade elevada. E tudo isso com uma versatilidade de utilizar somente 1 pequeno equipamento portátil.

A variedade de movimentos que podemos realizar vai desde movimentos isolados para bíceps e tríceps a movimentos complexos envolvendo os membros inferiores, apesar de tudo ele ainda é mais limitado que realizar um trabalho em uma academia, mas com alguns utensílios é possível ter uma mini-academia em casa.

Trabalhar com o TRX significa treinar com movimentos que envolvam o peso corporal e por isso a estabilização do tronco está envolvida em todos os movimentos, isso vai levar a um fortalecimento indireto do core. O que é um vantagem para quem não tem muito tempo ou não gosta de realizar um treinamento abdominal direto.

Alguns exercícios para TRX
Ainda assim é possível realizar movimentos isolados para o abdômen, para complementar o trabalho. Minha principal interpretação desse tipo de trabalho é que você vai acabar desenvolvendo uma força muito grande que vai superar a sobrecarga que seu peso vai conseguir imprimir nos exercícios, levando então a necessidade de uma programação de exercício inteligente para conseguir mais resultados.

Com o passar do tempo será necessário selecionar exercícios mais complexos, mas em um determinado ponto você conseguirá realizar 20-30 repetições mesmo nos movimentos mais difíceis.

Então podemos começar a realizar bi-sets (2 movimentos seguidos) ou tri-sets (3 movimentos seguidos) como forma de continuar estimulando as musculaturas e evoluindo no treinamento.

Vamos então imaginar um treinamento de costas para iniciantes poderia ser composto de : remada fechada, remada aberta, crucifixo inverso, rosca direta e rosca martelo.
Um treinamento para intermediários poderia ser: remada aberta+remada fechada, crucifixo inverso+remada supinada, rosca direta+rosca martelo.
Um treinamento para avançados: crucifixo inverso+remada aberta+rosca direta, remada fechada+remada supinada+rosca direta.

Você pode utilizar esse mesmo modelo para qualquer treinamento e continuar sempre a progredir rumo aos seus objetivos.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário