sábado, 7 de janeiro de 2017

Você não está treinando em excesso

Sempre que falamos sobre treinamento colocamos algumas diretrizes de volume, intensidade e duração de cada treinamento. Mas te garanto que você não está treinando demais!

Overtraining ou o processo onde você está treinando em excesso e acaba por ter menos ganhos (e até prejuízo) é real, porém você não está sofrendo disso.

Apesar de existirem diretrizes de um treinamento equilibrado, você pode optar por realizar treinamentos mais intensos ou treinamentos mais volumosos de tempos em tempos como forma de quebrar um platô e voltar a evoluir nos seus treinamentos.

Ocorre que grande parte das pessoas acredita que se realizar um exercício a mais ou uma série a mais isso pode gerar "mais dano que benefícios". E isso é totalmente incorreto.

Existem 2 vertentes no treinamento:
-Uma que vai dizer que o volume de treinamento é fundamental
-Uma que vai falar que a intensidade do treinamento é fundamental

E eu estou aqui para falar que ambas são fundamentais.

Não adianta fazer um treinamento muito pouco volumoso e intenso, ou um treino muito volumoso e pouco intenso,m que você não vai desenvolver de maneira ótima (importante dizer que utilizei a palavra ótimo, ou ideal, você pode evoluir pouco ou menos do que poderia evoluir).

Em um treino de hipertrofia, devemos treinar de maneira volumosa e intensa, pois o objetivo é sobrecarregar a musculatura e procurar manter o sistema nervoso central estimulado mas não fadigado.

Já um atleta que procura desenvolver força máxima, ele estimula muito mais o sistema nervoso e por isso tem que ter um treinamento com volume reduzido (ao menos na faixa de repetições baixas e cargas altas).

Sua musculatura tem uma ótima capacidade de adaptar-se ao estresse, por isso é mais fácil que você esteja treinando determinados movimentos em excesso e tendo problemas articulares (como no cotovelo), do que estar com excesso de treinamento.

Algumas pessoas são mais propensas a treinamentos mais volumosos, enquanto algumas musculaturas são mais resistentes ou complexas por natureza e precisam de mais volume (como costas), ou ainda você precisa de um treinamento mais volumoso para aumentar o seu gasto energético.

Tudo isso pode ser levado em consideração.

Podemos utilizar como exemplo algumas modalidades esportivas onde os atletas treinam intensamente e por muito mais tempo que você na academia e não desenvolvem um processo deletério ao treinamento. Isso ocorre principalmente porquê o problema é a recuperação e não necessariamente o estimulo. Ou seja, seu corpo tem uma enorme capacidade adaptativa e com o tempo consegue suportar cada vez mais estimulo, mas não de uma vez. Se você quer fazer uma maratona, não vai começar correndo 42kms, e sim 5, depois 10, depois 15 e assim por diante.

Lembre-se que é importante desenvolver um treinamento equilibrado, mas o que leva você ao progresso é o aumento de sobrecarga progressiva, e você precisa portanto aumentar de alguma forma o estresse aplicado no seu treinamento.

Abraços e Bons Treinos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário